30.3.05

O Caso do Romance

Tenho lido tantos romances ultimamente, e tão rápido (porque alguns deles são bem mais ou menos e eu não quero perder meu tempo com livros mais ou menos), que as tramas estão todas se misturando em minha cabeça. Mas ontem comecei a ler um realmente bom (o que significa que eu me lembrarei dos nomes dos personagens principais, do título e da trama uma semana depois) e tãããão romântico. A heroína foi estuprada e o herói é impotente, mas eles se aaaamam.
E isso é um romance?! É, sim. Daqui a pouco o herói vai descobrir que "funciona", e já tem pistas de que a heroína tem pavor de sucumbir à paixão mas é por ter presenciado o suicídio do pai. Ou seja, tudo terminará bem.
Como é que eu sei? Ora, é o principal fundamental do romance! No final, tudo termina bem. E sempre tem um prólogo no qual a heroína que todos imaginavam infértil tem trigêmeos. Básico.

2 comentários:

* Isa * disse...

post repetido? =)
eu quero meu trocinho de cabelo de volta! onde tá, onde tá? ele é de estimação! é do seu casamento! e eu não posso perder nenhum!

Lud&Leo disse...

O post estava repetido, sim, mas já consertei.
Pó deixar que o trocinho de cabelo tá em boas mãos! Veio só passar as férias em Fabri, e tá guardadinho aqui na gaveta. Da próxima vez que eu for em BH te entrego.