28.6.05

O Caso de São Paulo

Voltei de Sumpaulo, meu. Contarei minhas aventuras em emocionantes capítulos porque, afinal de contas, os posts têm que render. Será que consegui o visto? Será que não? Pois isso vocês só saberão no último e palpitante post da novela
Direito de Viajar
O Hotel Liliputiano
Tudo bem que, por uma diária de 63 reais para 3 pessoas, não dava pra exigir muito luxo. Mas o hotel Formule 1 em que ficamos eleva a economia a uma arte. O quarto não tem frigobar, não tem telefone, não armário, não tem tapete de banheiro, não tem toalha de rosto. Tem é uma cama de casal e um beliche que fica em cima dela. Quando eu, minha irmã e o marido demos entrada, a recepcionista me presenteou com uma toalha e dois lençóis extras – porque o quarto só fica montado pra duas pessoas, e se você é a terceira, que se vire para montar a cama nas alturas!
Se uma pessoa ficava de pé, atrapalhava toda a circulação do ambiente. A televisão era de 14 polegadas (só canais nacionais, evidentemente). No lavabo, dois copinhos de plástico e dois sabonetinhos – vocês não estavam esperando touca de banho e xampu, estavam?
E também não tem banheiro como nós o conhecemos. O vaso sanitário fica em um cubículo estreito, a pia fica no próprio quarto e a ducha – tchan, tchan, tchan, tchan! – fica atrás de uma porta DE VIDRO lado da cama. O vidro era jateado, mas mesmo assim, tomar banho se tornou uma operação de guerra.
E antes que nos acusem de total pão-durice por ficarmos todos em um único quarto de tamanho reduzido, saibam que fomos assistir ao Fantasma da Ópera na platéia A, cujos ingressos são vendidos a peso de oiro. E vocês sabem quanto custa tirar o visto americano? 38 reais de taxa de agendamento, mais 250 reais pelo visto, mais 22 reais de Sedex, mais...
Ok, somos pão-duros mesmo.

3 comentários:

Rcarnaval disse...

É... já estive nesses quartinhos do Formule 1. Pude reviver cada momento da minha estadia com sua descrição...
O cubículo do vaso sanitário parecia-me um corredor da morte, com o trono ao final... foi triste!
De toda forma, vou agora fazer minha reclamação ao hotel, pois quando estive lá, não havia nenhum copinho de plástico em cima da pia. :(

Renato Carnaval

Anônimo disse...

Beth disse

Mas o que é isto?
Um HOTEL....? ou outra coisa qualquer intitulada hotel????
Deu para perceber se tinha baratas ou o espaço era tão limitado que nem cabia as ditas cujas ?
Beijos

* Isa * disse...

Mas vcs são pão-durecos mesmo! =) Mas afinal, grana é pra gastar nos Eua, não em sumpaulomeu.
Já decidiram pra onde vcs tão indo?
Espero que vocês tenham se divertido muito indo no FdO (eu vi o filme e é um lixo)!