20.6.05

O Caso do Mau Humor

Hoje acordei mal-humorada. Super mal-humorada. Sem nenhum motivo aparente.
Quando estou assim, fecho a cara, não falo uma palavra e fico olhando pra longe. Se falam comigo, respondo com monossílabos. Mas não dou socos na parede, nem atropelo pequenos animais, nem uso o meu recém-adquirido porte de arma de maneira inadequada.
Faz muito tempo que eu não tenho um desses ataques. Uns dois anos, eu diria.
Tava demorando.

2 comentários:

Anônimo disse...

ola Ludmila! É a primeira vez que comento e teu blog, apesar de o conhecer ha algum tempo. Identifico-me muito contigo e com muitas situacoes que acontecem na tua vida. Tambem estou casada ha pouco tempo (1 ano e 1 mes). Muitos Beijinhos e tenta ficar melhor do mau humor.

Alexandre disse...

Ei Lud,
joga o mau-humor pela janela. Mais uma coisa, sei que você é a parte escritora do casal, mas nada mais justo do que o Leo colocar uns postes de vez em quando. A final o blog é Lud&Leo.

Um grande abraço para vocês.