21.9.05

O Caso da Greve (que furou)

Vocês não vão acreditar, mas a greve, programada para durar até 1º de novembro – no mínimo – já acabou. Ou pelo menos acabou no lugar onde eu trabalho. Um resolveu ir trabalhar, o outro também, e quando se viu, babaus – tava o povo de volta à labuta.

Durou 1 dia e foi a greve mais ridícula que eu já vi na minha vida.

Uma coisa tá decidida: até acabar o estágio probatório, não me preocupo mais com greve. Não leio mais boletim, não vou a reunião, nada. É uma perda de tempo.

E não faço greve com essa turma nunca mais na vida.

3 comentários:

Julio Yoshinari disse...

O que mais poderia ser esperado de uma sociedade em que nada funciona?
Ps. Ah, levei uma mudinha de chocolate pro seu marido =)
Ps2. Consegui postar antes da engine de Post-Spam! Yuppie!!

isa disse...

muda de chocolate? eu querooooooo
mas pensa bem, você não falou que estava ruim ficar a toa sem o Leo? =)

Lud&Leo disse...

Nãããão! É MELHOR ficar à-toa com o Leo, mas nunca é ruim ficar à-toa :-).