2.9.05

O Caso do Chocolate

Acabo de me dar conta de uma coisa bizarra: ontem e antes de ontem eu não comi chocolate. Como assim?!? Chocolate faz parte da minha vida. Eu SEMPRE como chocolate.

Bem, pensando melhor, talvez esse SEMPRE não esteja correto. Ele até que é bem recente.

Explico: desde criança eu sou alucinada por chocolate, mas minha mãe era partidária da alimentação saudável. Conseqüência: guloseimas eram racionadas lá em casa (O que me faz lembrar de um mês de férias no sítio no qual, após as refeições, eu e minha irmã tínhamos direito a ganhar dois Bis. Vocês têm idéia do que sejam dois Bis em termos de chocolate? É praticamente nada! Naquela época, eu desenvolvi uma tecnologia de ponta para destacar as camadas do Bis, de modo que elas pudessem ser apreciadas uma a uma. Mas eu divago).

Depois que comecei a namorar com o Leo, meu consumo de chocolate aumentou. Toda vez que a gente se encontrava, ela trazia um chocolate, fato que sem dúvida foi preponderante na conquista. E com o Leo não tem pão-durice: os chocolates dos quais estamos falando eram grandes e gordos. Isso quando não eram barras ou caixas de bombons. O Leo não é do tipo “dois Bis”, não.

Agora que eu MORO com o Leo, ele se encarrega de manter o estoque de chocolates lá em casa sempre cheio. Ou seja: eu como chocolate todo dia. A vida não é bela?

Ontem e antes de ontem eu não comi. Deve ser porque eu ando tão cansada, com o Leo tirando o meu couro no tênis e os exercícios novos na academia, que eu até esqueci.

Ou então eu fui abduzida e nem percebi.

3 comentários:

DaniMarco disse...

Se vc quiser, a gente ajuda vc a tirar o atraso no fim de semana ;-)

isa disse...

A pão-durice de gostosuras lá de casa é impressionante até hoje. Vou ter que começar a comprar minhas próprias latas de sorvete! =I

Anônimo disse...

MENINAS ,MENINAS .....
CUIDADO!!!!!!!!