6.9.05

O Caso dos Gêneros

Na minha humilde opinião, toda vez que uma revista feminina – ou masculina, porque hoje em dia existem as Vips e as Ums, que são iguais à Nova até no número de mulheres pouco vestidas, só que se levam menos a sério – publicam uma daquelas matérias ridículas do tipo “mulheres são de Vênus, homens são de Marte”, ela fazem um grande desserviço à população. Porque insistem em generalizar o ingeneralizável.

Antes de serem portadores de cromossomos XX e XY, mulheres e homens são pessoas, portadoras de todos os outros cromossomos também. As semelhanças são muito maiores do que as diferenças.

Quando uma matéria diz mulher é assim, homem é assado, ela está estabelecendo estereótipos e dificultando a comunicação entre as pessoas. Não existe o menor embasamento científico nas conclusões às quais as revistas chegam, até porque elas adoram fazer pesquisas com duzentas fulanos que moram na cidade de São Paulo e esticar as conclusões para o resto do país e do mundo. Isso sem falar de uma certa revista que pega matérias americanas, traduz os nomes dos entrevistados (de “Mary” e “Paul” para “Ana Lúcia” e “Rodrigo”) e as publica com a maior tranqüilidade.

Pois bem: outro dia uma outra revista prometia responder a dez dúvidas cruciais [mode ironia: on] como “o que a paternidade significa para eles” e “por que eles não demonstram seus sentimentos”. E sabe como eram as respostas? Dez homens foram chamados para escreverem textinhos a respeito. Não, não eram dez respostas para cada pergunta, não (o que pelo menos garantiria uma certa diversidade de pensamento): cada um respondia a uma única pergunta.

E o pior não é que tem gente que paga pra ler essas coisas. É que tem gente que acredita nessas coisas!

15 comentários:

* Isa * disse...

Hhauahuha =)
Eu li essa revista... e o pior, os homens escolhidos são todos bonzinhos, do tipo que falam 'vcs devem procurar nos entender'. Se fossem homens do tipo que eu conheço, só escreveriam 'não demonstro porra de sentimento nenhum porque eu não sou boiola'.

Anônimo disse...

Lud também pagou para ler?
Ou apenas não acredita?
Abrs.

Anônimo disse...

Lud também pagou para ler?
Ou apenas não acredita?
Abrs.

3:06 PM

* Isa * disse...

o vendedor de barcos de MI chama Stan! Nossa, me deu um flashback agora =)

Anônimo disse...

O vendedor de barcos de MI está chamando o Stan para quê?

Anônimo disse...

O vendedor de barcos de MI está chamando o Stan para quê?

* Isa * disse...

afe, que chatura. me recuso a consertar.
sabe aquele email do 'como reconhecer um babaca', e tem as pérolas 'ele pergunta se é pavê ou pra comer' e 'quando já passou da meia noite e alguém fala que vai acordar cedo amanhã, ele diz 'amanhã não, hj!''? então, deviam incluir essa tb.
(ps: caro anônimo, não repare o mal-humor, é que amanhã tem prova de controle)

Anônimo disse...

Tá discurpada, Isa.
Abrs.

Anônimo disse...

Mas há uma coisa: "mal-humor"?
Menina...

Isa disse...

(essa eu coloquei pra te pegar, mesmo =) fiquei até na dúvida se eu punha com ou sem o hífen, mas se eu colocasse sem ficava mto fácil)
e falando nisso, quem é vc?

Anônimo disse...

Isinha, nenhum mal mora no hífen!
Mas é mau não ter bom humor...
Surpreenderia muito dizer quem eu sou.
Então não digo.

P. S.: tudo pronto para sua ida ao país das maravilhas?
Abrs.

* Isa * disse...

estou confusa.
me conta quem você é?
pretty pretty please with sugar on top?

Anônimo disse...

With sugar seria demais.
Não me entregarei assim de bandeja nunquinha que nunquinha.
Continuemos por enquanto como está.
Novos abrs.


P. S.: soube que sua "cover letter" foi arrasadora...

* Isa * disse...

OK,
me conta quem é você?

Anônimo disse...

Ainda é cedo, embora tarde...
Mas a hora não chegará.
Bacci, com muito respeito.