21.4.06

O Caso das Coisas Esquisitas


Foi engraçadíssimo: estive em Brugge, um lugar que eu achava que me lembrava bem, e não reconheci nem um pedacinho dela. Achei bonita, romântica, pitoresca, tudo - menos familiar.

Hoje chegamos a Bruxelas e lá nos fomos para Grand-Place, outro lugar que tinha ficado marcado na minha memória. Cheguei, olhei, olhei - e afirmei categoricamente para o Leo que não estávamos na Grand-Place. Devia ser uma outra praça qualquer da cidade - até bonitinha, eu admitia - mas com certeza absoluta NÃO tinha tamanho suficiente para ser a Grand-Place.

O Leo olhou pra mim, olhou para o mapa, e me informou tristemente que aquela era, sem a menor sombra de dúvida, a Grand-Place.

É muito bizarro. O Leo tentou me consolar me dizendo que, afinal, faz quase 15 anos que eu estive na Bélgica. Que com certeza eu tinha crescido desde então. Que provavelmente a praça era mais limpa naquela época.

Ainda bem que eu não comi o tal bolinho que me recomendaram. Porque se eu tivesse, estaria certa de que ele tinha estragado uns neurônios meus.

Um comentário:

* Isa * disse...

aaaaaaaaah, que decepção!
mas até que vc está com cara de quem comeu bolinho na foto... =)