31.8.06

O Caso da Economia

Cada vez mais me dou conta de como as pessoas são descontroladas com dinheiro. Mesmo quem ganha muito volta e meia cai no cheque especial. Meu pai diz que “você fica rico não com o que você ganha, mas com o que você guarda.” E eu concordo.

Tudo bem, cada um sabe de sua vida e faz o que quer com os seus dinheiros. Mas pagar juros astronômicos para o banco, comprar tudo a prestação e fazer financiamentos intermináveis quando um pouco de economia permitiria pagar tudo a vista – aí não é independência, é burrice mesmo.

Não é difícil guardar dinheiro. É só pôr em prática as seguintes regras (que eu, pessoalmente, uso com grande sucesso):

1) Não compre nada à prestação. Se você não tem dinheiro para pagar na hora você não tem dinheiro para pagar, ponto.

2) Recebido o salário, desconte as despesas fixas (que serão poucas, já que você não compra nada à prestação) e aplique. TUDO.

As pessoas me acusam de pão-durice, mas eu aceito como elogio. Quando eu estiver me aposentando aos quarenta anos, vamos ver quem tem razão.

3 comentários:

Camilinha disse...

É isso aí... E o mais bacana de pagar à vista é que além evitar juros astronômicos ainda dá para obter descontos valiosos. Eu pechincho tudo, sempre e qualquer valor.

Um outro método que uso é uma planilha de controle. Com isso é possível saber exatamente onde vai parar cada centavo que sai da conta, desde o dinheiro pro chiclete, manicure até a CPMF.

Inclusive, ainda vou cobrar essa assessoria, pq tenho muitas amigas que já treinei na minha planilha que hoje têm finanças saudáveis...rs...

Fala sério: você não tem nada de virginiana? Um ascendente? Uma lua? Não é possível...rs

; - )

* Isa * disse...

o que ela tem é pais mão-de-vaca, isso sim! (irmãs muquiranas tb, já que tiveram que comprar minha chupeta pra me separar dela).
voltei a escrever no blogue... bjs!

DaniMarco disse...

E ainda é contra a minha religião dar dinheiro pra banco!!