29.11.06

O Caso do Protesto

Concordo em gênero e número (porque em grau não tem jeito de concordar) com o protesto que a Isa fez no post anterior. Sim, devemos dizer não à ditadura da magreza.

É um plano ótimo, que economiza tempo (gasto na academia) e dinheiro (gasto na academia, no nutricionista e nas comidinhas especiais que o nutricionista vai me mandar comprar). O plano só enfrenta um pequeno obstáculo: a ambição.

Eu estou sempre ambicionando alguma coisa. Algumas ambições, como fazer uma pós-graduação e ver as tulipas na Holanda, dão certo. Outras, como virar uma estrela do tênis, dão errado (e eu tenho a tendinite para provar). E outras mais, como ficar loura e correr quatro vezes por semana, funcionam somente durante algum tempo.

No momento ambiciono entrar em forma. Porque, quando não estou urdindo planos, eu não sou uma pessoa feliz.

E nemo venham me dizer que eu devia ter ambições mais nobres, como ser a primeira mulher astronauta do Brasil ou dominar o chinês mandarim. Eu não mando na ambição, é ela que manda em mim.

3 comentários:

* Isa * disse...

obrigadinha...
mas não adianta concordar, tem que participar!

DaniMarco disse...

É injusto querer que pessoas normais tenham o biotipo da Giselle Bündchen. Se todas as pessoas fossem como ela, não precisariam de modelos - bastava pegar um aí na rua mesmo. Donde, obviamente as modelos representam tipo 0,0001% da população humana. Mais ou menos a representação dos físicos quânticos, e ninguém fica esperando que você seja um físico quântico, se pareça com um físico quântico, ou se vista como um físico quântico - e muito menos coma como um.
Eu só acho que a gente deve ser minimamente saldável, com um condicionamento físico suficiente para subir escadas e bater perna em shoppings (e passear muito em viagens). Nem que seja pra irritar o INSS com esses planejamentos de idade: sim, eu pretendo dar prejuízo à Previdência. Fora isso, reclamem com a Giselle Bündchen - que eu aposto que não sabe fazer uma denúncia decente!

* Isa * disse...

o problema é que nem saudável eu consigo ser!
por causa do meu sistema respiratório falido e da minha pressão baixa, decorre que meu coração trabalha em dobro e quase sai do peito quando eu faço exercícios (vcs lembram de qdo a moça da academia me tirou da bicicletinha de fazer avaliação e mandou eu ir pro médico pq sem dúvida eu tinha um sopro no coração?)
acho que o único esporte que eu posso me dar bem é aquele de Confissões de Adolescente: 'rastejem! rastejem! o sangue é frio, e não circula...'