18.12.06

O Caso do Sapato Maravilhoso

Sim, eu jurei que nunca mais iria comprar sapatos desconfortáveis. Mas, há duas semanas, fui há uma loja à qual há muito tempo eu não ia (culpa da pós aos sábados) e me encantei com um par de sapatos fantástico.

Ele é feito de pele de cobra, tem o bico mais fino do mundo e um salto dourado altíssimo. É um sapato, assim, de juíza usar na cerimônia da posse. Para completar, o preço era tão bonito quanto o sapato (sim, ele estava na superliqüidação). Resultado: não resisti e comprei o danado.

Vejam bem, não é que tenha sido um compra ruim. O sapato tem vários aspectos positivos. E um só negativo: o salto 15, que não ajuda. Sabem a história da sereiazinha, que trocou a voz por um par de pernas, e cada passo que dava era como se tivesse pisando em milhares de alfinetes?
Pois é, ontem usei o sapato e me senti a própria sereiazinha.

Nenhum comentário: