10.8.07

O Caso das Explicações

Estou postando pouco, mas é por uma boa causa: estou trabalhando e estudando muito, e esse excesso de trabalho e estudo tem secado totalmente a minha criatividade. O engraçado é que quando eu estava na faculdade de direito (e queria fazer jornalismo), era precisar de estudar para uma prova para eu ficar inspiradíssima.

Mas enfim. Quando chego em casa quero mais é morcegar na frente da tevê. Durante esse saudável hábito descobri mais um programa trash interessantíssimo: Dirty Dancing, que passa na GNT às 5 da tarde todo dia. É mais um reality show, mas esse é inspirado no filme e tem dança o tempo todo.

A premissa desse programa de baixo orçamento são cinco dançarinos profissionais bonitões (er) que precisam escolher uma parceira para uma competição de dança. Depois da primeira eliminação, cada um escolheu três e agora, capítulo a capítulo, as três são reduzidas a uma (para cada um, claro).

Dirty Dancing é tosco (para vocês terem uma idéia, o apresentador é um ex da J. Lo), e algumas das candidatas são mais toscas ainda (além de ficarem mais feias depois da "transformação" do que antes). Mas é justamente em sua tosquidão intrínseca é que reside a diversão do programa.

PS: para compensar a falta de posts dos últimos dias, hoje postarei várias vezes.

3 comentários:

Camilinha disse...

Ah, mas esse seu comentário malvadinho não é válido para o original Dirty Dancing - Ritmo Quente, né?
Eu já assisti tantas vezes que decorei várias falas... E ainda o Patrick Swaize cantando "she's like the wind", um must.

Inclusive, esse filme passou na sessão da tarde na semana passada... E, bem, como estou em fase de recuperação, sabe como é, aproveitei para fazer seus exercícios habituais durante do filme, nada de mais, né?

Lud&Leo disse...

Não, o veneno do comentário não se estende ao filme! O filme é óóótimo - e eu tenho em DVD!

Anônimo disse...

Esse é um dos filmes que ja vi mais vezes...
Ana