6.12.07

O Caso da Frustração

Todo mundo já sabe que sou possuidora de uma pão-durice legendária. Ainda assim, de vez em quando me convenço a investir rico dinheirinho em bens caros, “de marca”, acreditando piamente que receberei em troca possessões de qualidade superior.

Por isso mesmo, fico muitíssimo frustrada quando tais bens não correspondem à expectativa. Primeiro foram os óculos escuros que, usados mais do que dez minutos seguidos, deixavam depressões nas maçãs do rosto. Depois foram as botinhas de trekking que me fizeram retornar à loja diversas vezes (incomodava, troquei por uma maior e incomodava, troquei por um tênis e meus dedinhos formigavam. Aí passei o abacaxi para o meu pai).

Só falta eu conseguir o upgrade para a classe executiva que estou planejando e as azafatas das Aerolineas Argentinas me maltratarem.

Um comentário:

Daniela disse...

Por mais que as azafatas facam cara feia, elas estao trabalhando, e voce estara de FERIAS!!