20.12.07

O Caso das Férias Psicológicas

O Leo se mandou para BH na quarta-feira, e eu fico aqui até sexta porque estou trabalhando. Como ele foi de carro e eu irei de trem, fechamos as malas da viagem para NZ na terça à noite e ele levou tudo. O resultado é que psicologicamente já me sinto de férias, mas na prática continuo no lerê nosso de cada dia. Isso quer dizer que o trabalho está se arrastando, que os dias não passam e que parece que esta semana vai durar para sempre.

Um comentário:

Camilinha disse...

Ah, então respire, inspire, respire, inspire...
Cuidado, senão os cabelos caem, o estômago dói e você não vai querer viajar assim, né?