14.2.08

O Caso da Fome

Estou no quarto dia de dieta e a fome tá brava. Tanto que tenho usado as 100 calorias que seriam alocadas a guloseimas para consumir comida de verdade. Como me alimento de três em três horas, não chego a ficar fraca, mas que a barriguinha ronca, ronca.

A notícia boa é que já me livrei de um quilo. A notícia ruim é que início de dieta é assim mesmo: a gente perde um monte de água, e o peso diminui que é uma beleza, mas dali a uns dias a coisa estabiliza e passo a eliminar meio quilo por semana, no máximo. O que, se pensarmos bem, é bom, porque é recomendável que as dietas tenham resultado lento e gradual.

Daqui a uns dois meses, volto pra academia, porque dietas detonam massa magra e isso faz o metabolismo cair. Ganhando músculos poderei comer mais e ser mais feliz. Não vai ser agora porque, segundo andei pesquisando, para perder peso você precisa gastar mais calorias do que ingere; para ganhar músculos você precisa ingerir mais calorias do que gasta. Ou seja, levantar peso comendo pouco é um paradoxo.

Além do mais, fazer academia passando fome ninguém merece.

Um comentário:

Isa disse...

fazer academia E passar fome não! OU fazer exercício OU passar fome, o que for menos chato.
acho que o seu regime milagro-científico funciona melhor pra meninas mais fofinhas como eu ao invés de magrelas como vc. sempre que faço perco pelo menos 2 quilos nos primeiros 10 dias. =)