14.5.08

O Caso da Divisão Alimentar

Há algum tempo percebi que, quando a gente sai, não posso comer o mesmo tanto que o Leo, porque:
1) ele é homem;
2) ele é 30 cm mais alto do que eu.

Portanto, se a gente dividir a comida meio a meio,
1) ele vai ficar com fome;
2) eu vou virar uma bolota.

Então, passei a dividir os pratos em três e ficar só com um dos terços. É verdade que às vezes eu roubo e faço isso só com a segunda fatia de pizza, mas de maneira geral eu cumpro bonitinho.

A regra dos terços tem funcionado bem. Entretanto, ela não se aplica aos doces. Aí o negócio é meio a meio. Exijo cada farelinho de chocolate a que tenho direito.

Afinal, doce não é alimento. É diversão.

Nenhum comentário: