26.5.08

O Caso da Terceira Semana de Dieta

Lembram da década perdida do Brasil? Pois é, essa foi nossa semana perdida. Ao invés de perder peso, ganhei 400 gramas. O Leo ganhou 100. E isso correndo todo dia, sentindo fome etc.

Para ser justa, não passei tanta fome assim. Em retrospectiva, vejo que o que aconteceu foi o seguinte: fiquei muito confiante com a perda de peso das duas primeiras semanas; fui correr com o freqüencímetro na segunda-feira e ele marcou o consumo de 540 calorias; aí fiquei achando eu podia comer por conta e acrescentei mais 200 calorias de bobagens à minha cota diária. Além disso, saímos da linha na quarta-feira (brigadeiros + pipoca) e na quinta (muito chocolate + muita pipoca no cinema).

Com todos esses poréns, não é de se espantar que a dieta não tenha ido muito bem. O problema é que estamos pianinho desde sexta-feira e, até hoje, a balança não se dignou a nos retornar ao peso do início da semana. Mas, como diriam os galináceos, o importante é não se deixar abater.

E não estou abatida mesmo não: afinal, minha pele está rosada de tanto exercício, e estou me sentindo estranhamente magra (estranhamente porque a balança não concorda, mas as calças já estão começando a ficar larguinhas).

O plano de ação para esta semana que começa é cortar os abusos (nada de pipoca!) e tentar dividir as calorias de bobagens por dois. Quanto à corrida, o Leo quer passá-la de diária para quatro vezes por semana, para os músculos descansarem e a gente render mais. Estou tentando convencê-lo a ir caminhar nos dias que sobram. Difícil vai ser estar na pista, de tênis, e resistir à vontade de dar ao menos uma corridinha.

Nenhum comentário: