30.5.08

O Caso do Creme Crocante

Dieta sem um agradinho não é dieta. Na segunda-feira comprei um pote de sorvete de Creme Crocante da Kibon. É daquela linha metida à besta, a “Carte D’Or”. E como é bom!

Ele é visivelmente inspirado no sorte Pralinés and Cream da Häagen-Dasz. A diferença é que, enquanto o sorvete importado tem pedaços gigantes de amêndoas caramelizadas, o nacional tem minúsculas quantidades de castanhas de caju de longe em longe.

Minha porção é de 30 g, equivalente a 60 calorias. Deve dar umas duas colheres de sopa.

Mas não há de ser nada. Dizem que as três primeiras colheradas é que são as mais gostosas mesmo.

Nenhum comentário: