15.7.08

O Caso da Correria e do Puxadinho

Estávamos bem animados bolando o tour pela Suíça e Áustria de trem quando descobrimos que as cidades austríacas e suíças, embora lindas, não são lá recheadas de atrações. Ou seja: um noite em cada uma delas (exceto Viena, que exige três) é suficiente.


Isso significa que vou desobedecer a uma das minhas regras de ouro de viagem, que é “não pipocarás de uma cidade para outra” (ou seja, ficarás pelo menos 2 noites em cada lugar). Porque, cada vez que se troca de quarto, tem a novela de fechar as malas, fazer o check-out, localizar o novo hotel, fazer o check-in e abrir as malas. Entretanto, dessa vez o Leo me convenceu que é melhor gastar um tempinho com isso do que ficar sem ter o que fazer na mesma cidade.


Uma facilidade é que os nossos hotéis ficam nos centros históricos, pertinho das estações de trem. Outra é que as malas vão ser pequetitas, e portanto fáceis de carregar, de arrumar e de desarrumar.

Vamos ver como vai funcionar.


* * *


Diminuindo o número de noites que vamos ficar em cada cidade na Suíça e na Áustria, sobrou um tempinho de férias. Mais que depressa tivemos a brilhante idéia de incluir Praga no roteiro, fazendo um puxadinho para a República Tcheca. Afinal, Praga fica a 4 horas de trem de Viena, que é onde termina o passeio.

Praga é chamada de Paris do leste, então esperamos que seja cousa muito boa.


Nenhum comentário: