23.7.08

O Caso do Pulinho em Londres

Então a nova passagem é legal: é pela Tam, que é melhor do que a Ibéria (que alegava ter “azafatas que le atenderán muy gustosamente”, mas que na verdade tinha as aeromoças mais mal-humoradas del mondo) e cujas milhas podem ser transformadas em uma viagem a Salvador. Além disso, a volta é por Londres, onde ficaremos de uma da tarde às nove da noite aguardando a conexão.

Isso é bom? É ótimo! Vamos aproveitar para dar um pulinho em Londres. De metrô, ir do aeroporto Heathrow até o centro da cidade demora uma hora (e custa quatro libras), mas de Heathrow Express, um trem rápido sem paradas, demora só 15 minutos (e custa 13,50 libras, mas tudo bem). Se não conseguirmos despachar a bagagem logo que chegarmos do vôo, podemos levá-la conosco e guardá-la na Paddington Station, que é onde o Heathrow Express chega. Libras a gente saca no caixa rápido do aeroporto.

Mesmo sendo bem prudentes com os horários e voltando cedo, vamos conseguir umas quatro horas líqüidas no centro de Londres. E vai estar até quentinho comparado com as outras temperaturas que vamos enfrentar: 9 a 3º C. Anoitece às 4 da tarde, mas é bom, porque aí veremos as iluminações de Natal.

Agora, se tudo der errado, se o vôo atrasar, se não deixarem a gente sair da área de embarque, não tem problema: o Heathrow é um aeroporto bonitão e moderno. Pelo menos comer fish and chips a gente vai.

3 comentários:

Daniela disse...

Tô vendo que essa viagem sua tá ficando cheia de puxadinhos. ;) O problema é que vai te dar uma vontaaaade de voltar... (Já flagrei tudo =)

Carná disse...

Oi Lud. Poxa... acompanho cada post seu e fico bem feliz quando leio sobre suas viagens. Mas este "puxadinho" aí em Londres me fez até suspirar. [INVEJA DETECTED]
Bom proveito!!!

delilah disse...

puxadinho rules total!
pq afinal de contas, a minha viagem vai ser um puxado só. bom fish and chips!!!