17.11.08

O Caso do Trem

Quando sugeri que na viagem de inverno à Áustria e Suíça dispensássemos o carro e fizéssemos tudo de trem, eu estava pensando nos perigos de dirigir na neve, mas também na conforto e na tranqüilidade que teríamos. Sai a preocupação com rotas, saídas e pedágios e entra a comodidade de usar as melhores malhas ferroviárias do mundo, vendo belíssimas paisagens passar pela janelinha. Sem falar que a idéia era comprar um passe, e portanto nem o trabalho de adquirir a passagem antes de cada embarque íamos ter. Moleza, né?
Nem tanto. Primeiro você tem que cavucar a internet para descobrir o que é melhor financeiramente: comprar as passagens separadas ou o passe Eurail. No nosso caso, vamos comprar tíquetes unitários na Suíça e usar o passe na Áustria e na República Tcheca (não, não tem um passe para os três países). Aí você descobre que o melhor site de todos, aquele que tem todas as informações ferroviárias da Europa, é da Alemanha. Sim, tem a versão em inglês, mas de vez em quando ele dá a louca e passa para o alemão. Nisso você já sabe os nomes da cidades às quais quer ir em três línguas, pelo menos (e a versão em alemão é sempre a pior).
Então você compra o passe (tem que ser aqui no Brasil), espera que ele chegue em sua casa, acompanhado de folhetos explicativos, pelo correio e fica sabendo que:
- Você TEM que validar o passe antes de usá-lo! Se não, paga multa!
- Você TEM que escrever o dia em que vai usar o passe antes de entrar no trem! Se não, paga multa!
- Você TEM que escrever o dia em que vai usar o passe certo! Escreveu errado, dançou! Perde o dia! Ou paga multa!
- Você TEM que fazer reserva com antecedência! E paga por isso! Se não fizer, corre o risco de não ter lugar para você no trem! Mas não em todos os trens, só em alguns! E o único lugar que informa se é necessário fazer reserva é... o site alemão!
É verdade que reserva pode ser feita em qualquer estação de trem. Mas será que o atendente vai falar inglês? O meu francês é capenga e o meu alemão, inexistente. Para me garantir, imprimi em um papelzinho “Reserva” em inglês, francês e alemão, e debaixo coloquei as cidades e os horários que quero reservar. Aí descobri que não basta saber a cidade, tem que saber a estação também! É, de volta ao site alemão!
Ou seja: tudo é muito menos tranqüilo e relaxante do que eu imaginava.

3 comentários:

Delilah disse...

pelo menos você viaja! meu maior passeio nos próximos meses será ver o vitória jogar no Barradão... =I

Anônimo disse...

Oi Ludmila!! Se vc tivesse me falado eu teria te contado que comprei meus passes todos num site excelente que te explicaria tudinho com os mínimos detalhes...o site é o www.lufthansacc.com.br. A mocinha é super simpática...liguei pra lá milhoes de vezes e ela me atendeu super bem...respondeu todos os meus emails... mandou os passes direitinho pra minha casa...bjo.
Daniela

Christina disse...

Eu comprei os passes la, sem problema nenhum...E ainda consegui desconto porque eram 4 pessoas viajando juntas!
bjim, Christina