12.1.09

O Caso da Reforma Ortográfica

Sim, eu vou ser igual àqueles velhinhos que escrevem “pharmácia” e “objecto”. Ou seja, eu não vou adotar a reforma ortográfica.

Ok, é só por enquanto, até ter tempo de ler e estudar devidamente as novas regras. Porque é melhor escrever errado do jeito antigo do que escrever errado, ponto.

Eu queria muito malhar a reforma ortográfica, porque o que eu vi dela me deixou bem irritada. Se não for para padronizar (e arrancar fora as exceções, que a língua portuguesa tem muitas), para quê mexer?

Mas deixa quieto. Primeiro vou ler e estudar devidamente as novas regras; depois eu detono.

Nenhum comentário: