20.3.09

O Caso do Trabalho

Trabalhar é muito bom. Cinco anos atrás, na época que eu tinha me formado na segunda faculdade e estava feito louca atirando pra tudo quanto é lado a procura de um emprego (mandando currículo, fazendo trainee, estudando pra concurso), eu desconfiava que trabalhar era uma boa (a independência financeira! O uso dos neurônios!), mas não tinha idéia que fosse tão legal.

A independência financeira conta milhões de pontos, é claro. Mas também é ótimo usar o cérebro para produzir. A quem acha que o serviço público não apresenta desafios ofereço meu cargo durante uma semana (mais não, que eu vou sentir saudades). Minha função, basicamente, é resolver problemas, e é problema atrás de problema, sendo que eles estão sempre mudando, junto com os sistemas!

Tem dias que eu fico nervosa, confesso. Às vezes junta um monte de abacaxis. Há momentos em que os sistemas se recusam a funcionar. Tem hora que os especialistas também não sabem a solução. Mas é fantástico ir pra casa ruminando uma questão e sonhar com a resposta!

Como é bom ser um membro produtivo da sociedade.

2 comentários:

Daniela disse...

Você tem certeza que o seu treinamento não foi em um campo de concentração, com hipnotistas? =)

Anônimo disse...

Heinnnnn?????
A frase mais complexa de todas do post foi:"Mas é fantástico ir pra casa ruminando uma questão e sonhar com a resposta!!" rsrs
Faço minhas as palavras da Ana Cristina em um aniversário seu: "Se trabalhar fosse bom, a gente não precisava receber pra isso!!!" kkkk..

Brincadeira!
bjinho,

Chris