19.10.09

O Caso das Dinâmicas de Grupo

Eu e as dinâmicas de grupo nunca nos demos bem. Entrevista, apresentação, teatrinho, desafio, tudo isso eu encarava – mas dinâmica... Acho que é porque nelas eu não dava conta de disfarçar que sou mandona, teimosa e odeio trabalhar em grupo.

A verdade é que, até o intercâmbio para a Austrália, nunca consegui nada que dependesse de uma delas. Não, minto – na seleção de trainee da Vale do Rio Doce eu passei pela dinâmica de grupo e fiquei na redação de português e inglês (Como assim? Se tem alguma coisa que eu sei fazer nessa vida é redação em português e inglês. Estou convencida que minha caligrafia entregou que sou mandona, teimosa e odeio trabalhar em grupo).

Sim, pode ser que desde a última vez que fiz uma dinâmica de grupo (lá se vão cinco anos), eu tenha ficado menos mandona, teimosa e resistente a trabalhar em grupo. Mas tenho certeza de que o que garantiu minha aprovação foi uma commodity valiosíssima: noção.

Numa dinâmica de grupo para um intercâmbio profissional no qual você vai representar o Brasil em um país estrangeiro, você não deve dizer:

- que seu objetivo é melhorar o inglês;

- que você é tímido;

- que a sua maior qualidade é gostar de praticar esportes;

- que você dirigiu alcoolizado.

Vão por mim.

3 comentários:

Isabella disse...

hahaha. só fiz uma dinâmica em grupo na minha vida e sinto que todas as pessoas com o gene da babaquice aflorado estavam por lá.
traumatizante...

Anônimo disse...

Dinâmica de grupo é a piorrrrr coisa que inventaram nessa vida. Com certeza quem mirabolou essa idiotice deveria ser um sádico, não tem explicação. E também não tem lugar pras pessoas serem mais falsas no mundo. Fala sério que a maioria faz o que falam lá. D-u-v-i-d-o. Concordo com a Isabella: pessoas com gene da babaquice aflorado sempre estão presentes.
Bjo,
Chris

Musicista Feminista disse...

Eu tenho lembranças das piores dessas dinâmicas. Parece que todo mundo tem que mostrar que é cooperativo, extrovertido, amigável, e sabemos que na prática não funciona assim. É por isso que prefiro trabalhar sozinha, nunca acho que os outros farão as coisas eficientemente.